Análises EUR/USD – Par cai perto de 1.0930 após BCE

Par cai perto de 1.0930 após BCE

12:33 12/09/2019

Compartilhar

eurusd 1209

Visão Fundamentalista e Técnica

O EUR/USD diminuiu rapidamente o pico de alta pós-BCE, recuando cerca de 130 pips na última hora, retestando os pontos baixos da sessão e deslizando mais abaixo da marca psicológica de 1.1000, sendo negociado no momento a 1.0950

A moeda compartilhada ganhou impulso, mas fracassou rapidamente depois que o Banco Central Europeu, como era de se esperar, reduziu as taxas de juros para o território negativo em 10 pontos-base para -0,50% no final de sua reunião de setembro.

O movimento foi amplamente precificado no mercado e, portanto, levou a um movimento de pico durante a divulgação do relatório.

Agora, será interessante ver se o par é capaz de atrair interesse de compra em níveis mais baixos.

No momento, o par segue abaixo da região de 1.1000, estando cotado em 1.0950, e uma violação de 1,0925 (mínimo de setembro de 2019), poderá levar o preço a região de 1,0839 (mínimo mensal de maio de 2017).

Já pelo lado positivo, o próximo obstáculo surge em 1.0960, destacado por 1.1084 (máximo de 5 de setembro) e finalmente 1.1146.

HAMILTON REDONDO

Hamilton Lopes

ANALISTA FUNDAMENTALISTA

Últimas Notícias

Análises XAU/USD – Preço do ouro luta para recuperar $1500

Preço do ouro luta para recuperar $1500

12:11 13/09/2019

Compartilhar

xauusd 1209

Visão Fundamentalista e Técnica

O ouro vem observando sua quarta sessão consecutiva de declínio, com os mercados aumentando o apetite por riscos, à medida que os comerciantes retornam das férias de verão, após uma temporada de riscos associados às guerras comerciais e ao crescimento global em queda.

No entanto, em sessões recentes, as notícias de que a China está lidando com o lento crescimento e as guerras comerciais com medidas de estímulo levantaram ânimos, com a palavra de que Washington e Pequim estão prontos para iniciar as negociações comerciais novamente, apesar do novo imposto para tarifas recentemente divulgado.

Os preços do ouro estão se recuperando dos mínimos de US$1.485,39, chegando a US$1.497,66, e atualmente estão sendo negociados 0,69% mais altos no dia em que os investidores avaliam as perspectivas de negociações entre EUA e China sobre o comércio.

Apesar da recente correção, o ouro está pesado, abaixo de suas médias móveis no gráfico de 4 horas, que pressiona no momento a retração de 38,2% na Fibonacci, bem como sendo negociando abaixo da região chave de 1500.

Os touros precisarão voltar acima de 1.550, o que protege as perspectivas de 1.590 como a área alvo de 127,2% Fibo.

O par encontra-se consolidado no gráfico citado e embora os indicadores técnicos operem em terreno negativo, já percebe-se uma ligeira inclinação para o norte.

HAMILTON REDONDO

Hamilton Lopes

ANALISTA FUNDAMENTALISTA

Últimas Notícias

Análises USD/JPY – Dólar avança em meio ao bom humor do mercado

Dólar avança em meio ao bom humor do mercado

15:43 11/09/2019

Compartilhar

usdjpy 1109

Visão Fundamentalista e Técnica

O USD/JPY vem sendo negociado em seu nível mais alto desde julho do ano passado, enquanto o Dólar continua a encontrar apoio no aumento dos rendimentos da dívida pública, além de adotar uma postura cautelosa antes da reunião de política monetária do Banco Central Europeu, na ausência de outros dados relevantes. 

O sentimento positivo de que o rendimento das notas do Tesouro de 10 anos dos EUA é o mais alto desde 10 de agosto vem da China. O governo chinês aprovou as isenções tarifárias ao óleo lubrificante dos EUA, além do fato de que a China prometeu introduzir “medidas importantes para aliviar o impacto negativo da guerra comercial”, o que beneficiaria empresas chinesas e americanas. ”

Já o calendário macroeconômico permanece leve no dia, onde já tivemos a divulgação nos EUA do Índice de Preço ao Produtor (IPP), que veio dentro das expectativas, restando agora a divulgação do Leilão de Notas de 10 anos, também nos EUA.

O par está sendo negociado acima da retração de 61,8% do seu declínio de agosto, em torno de 107.80. A perspectiva técnica é de alta, pois, no gráfico de 4 horas, o par continua avançando acima de todas as suas médias móveis.

Os indicadores técnicos no gráfico mencionado, embora em terreno positivo, não têm força direcional, mas mantêm altas semanais, com o RSI em níveis de sobrecompra. Há uma grande probabilidade dos avanços adicionais serem superiores a 108.05.

Os níveis de suporte serem observados estão em 107.20 e 106.70, e qualquer vacilo dos touros, que se mostram determinados, pode desencadear uma busca dessas regiões.

Já no lado positivo, o nível de resistência está em 107.85, região em que acontece uma luta ferrenha entre compradores e vendedores no momento, e uma perda dessa região para o lado positivo o levaria a princípio a 108.05, e depois a 108.40.

HAMILTON REDONDO

Hamilton Lopes

ANALISTA FUNDAMENTALISTA

Últimas Notícias

Análises EUR/GBP – Cruz europeia permanece acima de 0.8900

Cruz europeia permanece acima de 0.8900

14:57 11/09/2019

Compartilhar

eurgbp 1109

Visão Fundamentalista e Técnica

Tanto a Libra Esterlina quanto a moeda comum (euro) perderam demanda nessa terça-feira (10), deixando o EUR/GBP para negociar na defensiva na faixa de 0,8940 / 50 levando a crer que os negociadores do par, estão focados na política do Reino Unido e do BCE

A cruz europeia permanece fraca e está estendendo o pessimismo no início da semana, embora até agora tenha conseguido manter acima do apoio crítico em 0,8920.

A moeda britânica vem sofrendo uma leve pressão negativa depois de atingir o topo contra o Euro e contra o Dólar, sempre por trás do cenário melhorado em torno do Brexit, principalmente porque os participantes do mercado percebem que a probabilidade de um resultado ‘sem acordo’ parece estar mais distante.

Um acordo do Brexit ainda aparenta estar muito distante da resolução. Todos os olhos estão agora nos desenvolvimentos da arena política do Reino Unido em meio à inatividade no Parlamento britânico com todos os olhares apontando para meados de outubro. O membro do BOE Gertjan Vlieghe descartou taxas de juros negativas em seu discurso nessa segunda-feira e minimizou a probabilidade de uma recessão no país.

Os níveis a serem observados no par estão em 0.8920, e uma queda abaixo de 0.8904 (baixa mensal de setembro), certamente expõe 0.88891 (baixa mensal de julho). Já no lado positivo, o próximo obstáculo se alinha em 0.8980, seguido por 0.9020.

Os indicadores técnicos operam em terreno negativo, porém sem força direcional e o preço sendo negociado abaixo de suas principais médias móveis, sustentando o viés baixista do par.

HAMILTON REDONDO

Hamilton Lopes

ANALISTA FUNDAMENTALISTA

Últimas Notícias

Análises NZD/USD – Touros lutam para manter a resistência em 0.6440-45

Touros lutam para romper a resistência em 0.6440-45

13:56 10/09/2019

Compartilhar

nzdusd 1009

Visão Fundamentalista e Técnica

O  NZD/USD não conseguiu capitalizar além da região de máxima de quase quatro semanas, e atualmente está localizado na extremidade inferior de sua faixa de negociação diária, mas ainda está confortavelmente acima da área de 0.6400. 

O par continuou lutando para superar a resistência horizontal de 0.6440-45 , com uma ligeira deterioração no sentimento de risco global, beneficiando o status de porto seguro do Dólar e afastando alguns fluxos de moedas mais arriscadas – como o Kiwi.

Um fator que ajudou a frear o avanço do par foi uma recuperação modesta da demanda do Dólar Americano, apoiada por um aumento nos retornos dos títulos do Tesouro dos EUA, o que exerceu alguma pressão descendente adicional.

Com a retomada das negociações comerciais entre EUA e China, confirmado pelo presidente americano, Donald Trump, na segunda-feira (09), o par poderá continuar dando algum apoio às moedas vinculadas a commodities e se tornar um dos principais fatores que devem limitar perdas mais profundas . 

No momento o par encontra-se em uma lateralizarão, de acordo com o gráfico de 4 horas, mostrando que os touros não encontraram animo para ir além da região de 0.6440, abrindo espaço para uma possível ação dos ursos em levar o preço a um reteste na região de 0.6400, que, se rompida, estenderia seu rally para o lado negativo.

Embora os indicadores técnicos operem em terreno positivo, já demostra um início de mudança de direção, com alvo na região de 0.6370.

HAMILTON REDONDO

Hamilton Lopes

ANALISTA FUNDAMENTALISTA

Últimas Notícias

Análises USD/CHF – Otimismo na relação EUA-China pesou no status de porto seguro do Franco Suíço

Otimismo na relação EUA-China pesou no status de porto-seguro do Franco Suíço

13:45 09/09/2019

Compartilhar

usdchf 0909

Visão Fundamentalista e Técnica

O  USD/CHF foi negociado com um viés positivo durante o início da sessão norte-americana nesta segunda-feira, com os touros procurando estender ao máximo o momento para além do 0,9900. Após o recuo de sexta-feira (06) – impulsionado pela manchete mais suave da NFP nos EUA – o par recebeu um novo ar no primeiro dia da semana de negociação, permanecendo bem apoiado pela demanda cada vez menor pelas moedas consideradas refúgio. 

O mais recente otimismo sobre a retomada das negociações comerciais EUA-China continuou alimentando o abrandamento do sentimento de risco global, e ficou evidente em um clima positivo em relação aos mercados de ações, que tendem a minar a demanda por moedas tradicionais de refúgio – como o Franco Suíço e o Iene Japonês.

No momento, o par vem sendo negociado em 0.9920, com expectativa de ampliar seus ganhos já na Sessão Asiática, tendo como objetivo primário a região de 0.9950. O preço vem sendo visto acima de suas principais médias no gráfico de 4 horas, fato que reforça esse viés altista. Os indicadores técnicos RSI e MACD reforçam essa expectativa, pois operam em terreno positivo e direcionados para o norte.

Amanhã teremos nos EUA a divulgação da Oferta de Emprego JOLTS, que poderá servir como um ponto de impulsão para levar o par a regiões mais altas.

Já pelo lado negativo, a antiga resistência em 0.9900, que agora se tornou ponto de apoio, necessitaria de uma força extra para que houvesse uma mudança de direção do par, restando, a princípio, um período de consolidação acima da região citada.

HAMILTON REDONDO

Hamilton Lopes

ANALISTA FUNDAMENTALISTA

Últimas Notícias

Análises EUR/USD – Chances de baixa antes da reunião do BCE

Chances de baixa antes da reunião do BCE

13:36 09/09/2019

Compartilhar

eurusd 0809

Visão Fundamentalista e Técnica

O EUR/USD terminou a semana com ganhos modestos acima do nível de 1.1000, embora tenha diminuído na sexta-feira, recuando ainda mais de uma alta semanal de 1.1084 e vem sendo negociado na região de 1.1016.

Na sexta-feira (06), os EUA divulgaram seu relatório mensal de empregos, mostrando que o país adicionou 130.000 novos empregos em agosto, menos do que os 158 mil esperados. A taxa de desemprego permaneceu estável em 3,7%, perto de uma baixa de cinco décadas, enquanto o crescimento dos salários foi uma surpresa positiva, com aumento de 0,4% mensalmente e de 3,2% quando comparado ao ano anterior.

Jerome Powell, chefe do Federal Reserve, deu um impulso à moeda antes do fechamento do pregão americano, pois disse que a economia americana está se saindo bem. Ele acrescentou que “taxas mais baixas e inflação mais baixa são os maiores desafios para os bancos centrais” e que nesse cenário, “os bancos centrais terão menos capacidade de conter uma desaceleração cortando as taxas no futuro”.

O par vem se mantendo logo abaixo da retração de 38,2% de seu último declínio diário, depois de vacilar em torno da retração de 61,8% do mesmo rally , o que indica que a recuperação de mínimos recordes pode ser apenas corretiva.

No mesmo gráfico, os preços caem acentuadamente abaixo das médias móveis , agora reforçando com a referida retração de 61,8%, como uma área de resistência. 

Os níveis de suportes chaves encontram-se em 1.1000, 1.0955 e 1.0920, e as chances de baixa são mais latentes, isso até antes da reunião do Banco Central Europeu que será realizada na quinta-feira (12), onde os mercados esperam mais do BCE.

Já pelo lado positivo os pontos-chave de resistências estão em 1.1045, 1.1090 e 1.1120, mas não há nada, por enquanto, que vislumbre levar o preço a essas regiões.

HAMILTON REDONDO

Hamilton Lopes

ANALISTA FUNDAMENTALISTA

Últimas Notícias

Análises USD/CAD – Par cai abaixo de 1.3200

Par cai abaixo de 1.3200

13:54 06/09/2019

Compartilhar

usdcad 0609

Visão Fundamentalista e Técnica

O USD/CAD caiu quase 60 pips na última hora, quebrando abaixo da alça de 1.3200, atingindo as mínimas de um mês em reação aos dados brandos do NFP, e vem sendo negociado em 1.3176. O par quebrou abaixo do suporte dinâmico da média móvel de períodos, após o lançamento do último relatório mensal de empregos nos EUA, que mostrou que a economia criou 130 mil novos empregos em agosto, em comparação com os 158 mil esperados e o mês anterior revisado em baixa leitura de 159 mil. 

A moeda vinculada a commodities (Loonie) foi ainda mais impulsionada pelos números do emprego no Canadá, mostrando que o número de pessoas empregadas aumentou acentuadamente em 81,1 mil em agosto, contra 15 mil esperados e queda de 24,2 mil no mês anterior, embora a moeda venha sofrendo com os baixos preços do petróleo.  

Será interessante ver se o par é capaz de encontrar algum apoio em níveis mais baixos ou se a atual queda marca uma nova quebra abaixo de 1,3130, à medida que o foco agora muda para o FED. O discurso agendado do presidente Jerome Powell deve ocorrer mais tarde durante o pregão americano.

Os indicadores técnicos já apresentam uma neutralidade, mas sugerindo uma extensão do rally, para o lado negativo, pois ao quebrar o canal de alta a curto prazo, abriu espaço para os ursos agirem de forma agressiva.

HAMILTON REDONDO

Hamilton Lopes

ANALISTA FUNDAMENTALISTA

Últimas Notícias

Análises EUR/USD – Apatia frente ao discurso do FED

Apatia frente ao discurso do FED

13:42 06/09/2019

Compartilhar

eurusd 0609

Visão Fundamentalista e Técnica

A moeda compartilhada (euro) se mantém na faixa de negociação em relação ao Dólar Americano no final da semana, com o EUR/USD girando em torno da faixa 1.1030/40, na sequência dos relatórios do mercado de trabalho dos EUA.

O par permanece apático nessa sexta-feira (06), mesmo depois da economia americana ter criado 130 mil novos empregos durante o mês passado, perdendo as previsões em 158 mil e abaixo dos 159 mil de julho (revisados de 164 mil). A taxa de desemprego permaneceu em 3,7%.

No momento, o par vem sendo negociado em uma faixa estreita, como mencionado acima, porém o preço permanece muito distante de suas médias móveis.

Uma quebra abaixo de 1.0925 (mínimo de 3 de setembro) atingiria 1.0839 (mínimo mensal de 11 de maio de 2017) e abriria caminho para 1.0569 (mínimo mensal de 10 de abril de 2017). 

Pelo lado positivo, a próxima barreira surge em 1.1084 (máximo de 5 de setembro), seguida por 1.1163 (máximo de 26 de agosto) e finalmente 1.1172.

Os indicadores técnicos operam em terreno negativo, porém sem força direcional. O mercado está aguardando o discurso do Presidente do FED, ocasião esta que poderá trazer uma volatilidade extra ao par.

HAMILTON REDONDO

Hamilton Lopes

ANALISTA FUNDAMENTALISTA

Últimas Notícias