Declarando os Ganhos no FOREX – EMME FX

Declarando os Ganhos no FOREX

Compartilhar

Para simplificar vamos a um exemplo simples. Se você investiu US$ 10 mil em sua corretora e após algum tempo conseguiu um lucro menor do que o investimento, não é necessário declarar os ganhos no mercado Forex. Pois só se paga imposto quando os ganhos são maiores do que o investimento inicial.

 

Um erro muito comum para os iniciantes é começar a pagar o imposto antes de repatriar todo o dinheiro investido. Não considere essas retiradas como se fosse lucro, mesmo que na prática seja, pois não é necessário fazer a declaração neste caso.

 

Isso ocorre quando o trader começa a ter lucro sobre a moeda estrangeira, a Receita Federal cobrará 15% de imposto sobre o dinheiro trazido para o Brasil com os ganhos no Forex. Não importa o tamanho do seu lucro, só pagará o imposto de renda quando repatriar todo esse dinheiro.

 

De acordo com o item 603 do perguntão da Receita federal segue:

“A tributação da variação cambial (ganho de capital) nas aplicações financeiras realizadas em moeda estrangeira com rendimentos auferidos originariamente em reais só ocorrerá no momento da liquidação ou


resgate (parcial ou total) da aplicação financeira”

 

Portanto mesmo que a pessoa não repatrie obtendo lucro, será obrigada a pagar o Imposto de renda até o último dia útil do mês.

É importante salientar que a declaração com os ganhos do Forex deverá ser paga até o último dia do mês seguinte ao resgate do dinheiro através de um DARF.

De qualquer forma, pagando ou não pagando o imposto, você deve declarar essa movimentação para a Receita, para fazer o processo de declaração do IR mais fácil e para não entrar em problemas com a Receita Federal. Mas não se preocupe, esse processo também é fácil.

 

DECLARANDO NA PRATICA

 

A primeira coisa que você deverá fazer é acessar o site da oficial Receita Federal e procurar pelo programa ‘Ganhos de Capital em Moeda Estrangeira’, em seguida basta baixar em seu computador para realizar a declaração.

 

 

Outro exemplo: Se você está em 2018 e quer fazer a declaração do seu capital de 2018 você deverá usar o programa de Ganhos de Capital da Moeda Estrangeira de 2017, e assim sucessivamente. O ideal é fazer esse processo no começo do ano para quando chegar ao final do ano esteja tudo conforme as leis.

 

Iniciando o preenchimento

 

O primeiro passo é criar um demonstrativo: em “novo demonstrativo”. Complete esse com os dados de seu CPF, seu nome e os dados de residência e datas.

Depois acesse na lateral o item “Direitos/Bens Moveis” e em seguida no canto inferior direito“Novo”.

Parte Prática

 

A seguinte tela deverá aparecer.

Logo em seguida, terão seis abas na parte superior, sendo que na primeira, que é a aba de identificação/aquisição, deverão ser preenchidos dados como:

  • Especificação: de onde veio o dinheiro que você ganhou. Neste caso coloque ‘Forex’.
  • Natureza: Selecione o item ‘Liquidação ou resgate de aplicação financeira’.
  • As datas de aquisição e de alienação: A primeira data a aparecer é a de aquisição, na qual você colocará o dia, mês e ano que o seu dinheiro foi enviado ao exterior.
  • Custo de aquisição e custo de alienação: É quanto de dinheiro você aplicou e quanto está trazendo de volta ao país.
  • Nome: no caso, ou seu nome, ou de quem esteja adquirindo o valor.
  • As datas de alienação:  A data de alienação é a data do saque.
  • Imposto pago no exterior: Coloque onde esta sediada sua corretora, e caso tenha pago imposto, entre com o valor correspondente.

Então, se o valor de alienação for menor do que o de aquisição, quer dizer que você estará livre dos impostos, pois não houve ganho em si, e sim a repatriação.

As próximas abas que seria a de apuração, Calculo do imposto e Consolidação. Finalmente nessas abas estarão todos os valor preenchidos anteriormente e o valor devido para o imposto de renda, caso haja.

Pode acontecer também de o seu custo de alienação ter ultrapassado o custo de aquisição. E neste caso, na aba de identificação, o custo de aquisição deve ser deixado com o valor U$0, e o custo de alienação como o valor total do saque, o valor líquido.

 

Finalizando o preenchimento

 

E depois de tudo isso finalmente concluído. Os dados preenchidos da forma correta, seguindo as instruções aqui dadas. Finalmente, você pode imprimir o comprovante ou exportar direto para o IRPF, ou Imposto de Renda de Pessoa Física.

E dessa forma, você estará declarando seus ganhos no Forex e ficando em paz com a Receita Federal, evitando qualquer tipo de problema, principalmente quando os valores trabalhados são muito altos.

Todo o processo para fazer a declaração do imposto de renda com os ganhos no Forex é muito simples. Basta seguir o passo a passo ensinado detalhadamente neste artigo.

Últimas Notícias

Análises USD/JPY

Análises USD/JPY 18:35 03.02.2019 Compartilhar Visão Fundamentalista: O USD / JPY finalmente saiu da fase de consolidação, …

Análises EUR/GBP

Análises EUR/GBP 00:48 31.01.2019 Compartilhar Visão Fundamentalista: O EUR / GBP é um par complexo …

Análises USD JPY

Análises USD / JPY 01:05 30.01.2019 Compartilhar Visão Fundamentalista: Os negociantes estão de olho na …

Análises NZD/USD

Análises NZD/USD 01:45 29.01.2019 Compartilhar Visão Fundamentalista: Após subir perto da região de 0.6870 no …

Análises EUR / USD

Análises EUR / USD 12:28 28.01.2019 Compartilhar Visão Fundamentalista: O dólar americano passou a maior …